Programação do dia par em par

Eu estou apaixonada por essa mina
Duas horas contadas, um milkshake não tomado e uma rosa afogada no chop
Duas horas espremidas nas nossas rotinas
Um episódio criticado por ambas de gentileza machista negada
E uma camisa que era quase do Pink Floyd
Nós sonhamos em andar peladas
E eu fiquei entusiasmada porque gostávamos das mesmas qualidades e atividades mórbidas
Atividades banais com fundamentos mórbidos
E nós ríamos porque não estranhávamos
O ar alheio que parecia uma membrana celular
E eu a abracei porque ela me pediu
Eu fui embora e ouvi ela contando que ela era a única que eu havia abraçado

 

Eu estou tentando não me apaixonar por outra mina
Que parece ter células tão moles quanto as minhas
E uma cara que perdeu tantas expressões quanto a minha
Uma mina envolta por fios de plástico e barras de chocolate amargo
Olhos esbugalhados, altura subestimada
Sempre de moletom enorme demais para seu corpo tão magro
Eu queria abraçá-la
Foram duas horas contadas e limitadas jogando tétris e falando de coisas que não gostávamos
Eu a ajudei a andar porque ela não podia
E as pessoas olharam o quão estranhas éramos juntas
Nós quase vimos uma pintura intitulada Elas Não Formam Um Belo Casal
Foda-se, nós só queríamos pegar logo uma ficha para o boliche
Eu fiquei pensando que era tão bom abraçá-la
Eu repeti à contragosto que gostava do seu sorriso, mesmo sendo artificial
E ela me explicou e continuou não sendo culpa dela
Acho que estava apenas tentando dar uma razão àquela rachadura exterior de insatisfações aleatórias
Eu acenei para ela, ela me mostrou o sorriso elogiado
Ela nunca pediria um abraço, e eu não abraçaria
Eu fui embora
E agora são vinte e duas horas contadas de desconcentração e sorvete
Parece que vai chover, não chove
Aliás, meu moletom é pequeno demais

Anúncios